Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

quinta-feira, 19 de agosto de 2004

rolando na vitrolinha, o meu sonho de bombom
UM DIA, DUAS MÚSICAS

Passei na Fnac ontem, depois do trabalho. Num surto "túnel do tempo" comprei um CD da Elis Regina e outro da Ângela Ro Ro, ambos de quando eu era um bebê de colo.

E ouvi 500 mil vezes as duas músicas abaixo:

O Trem Azul

Coisas que a gente se esquece de dizer
Frases que o vento tem as vezes me lembrar
Coisas que ficaram muito tempo por dizer
Na canção do vento não se cansam de voar
Você pega o trem azul
O sol na cabeça
Você pega o trem azul
Você na cabeça
O sol na cabeça

(do CD da Elis)

Amor, meu grande amor

Amor, Meu Grande Amor

Amor, meu grande amor, não chegue na hora marcada
Assim como as canções, como as paixões e as palavras
Me veja nos seus olhos na minha cara lavada
Me sinta sem saber se sou fogo ou se sou água
Amor, meu grande amor, me chegue assim bem de repente
Sem nome ou sobrenome, sem sentir o que não sente

Que tudo o que ofereço é meu calor, meu endereço
A vida do teu filho desde o fim até o começo

Amor, meu grande amor, só dure o tempo que mereça
E quando me quiser que seja de qualquer maneira
Enquanto me tiver que eu seja a última e a primeira
E quando eu te encontrar, meu grande amor, me reconheça

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home