Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

quarta-feira, 30 de junho de 2004

menina do céu
COMO OS CARIOCAS COMO EU

Ele me deixou no hotel
um maço de cigarro nas mãos
um sorriso maroto nos lábios
uma promessa de que vamos nos falar novamente

E eu que nem quis pegar o telefone dele

Ele me trouxe no seu carro importado
um sorriso branco sob os olhos muito pretos
uma trepada gostosa num motel da Barra da Tijuca
uma vontade de que a noite não acabasse de repente

E eu que tinha esquecido como os cariocas são deliciosos

Ele me falou que todo mundo devia ser como eu
um beijo e um tapa na cara
uma puxada nos cabelos da nuca e a língua dentro da boca
uma jura de que poderíamos ser felizes eternamente

E eu que nem vou lembrar da cara dele amanhã

Ele me falou mal das putas da avenida Atlântica
uma com a saia curta
uma com cabelo descolorido
uma com o olhar desencantado de quem gozou a noite inteira

E eu, que como ela, sempre esperei por um príncipe encantado.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home