Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

segunda-feira, 5 de abril de 2004

Sábado fui ao show da


MARIA RITA

Já tinha ido no ano passado, mas gostei bem. Ela é foda.
Não é disso, porém, que vou falar.

É que, antes de entrar no Credicard Hall, enquanto esperava uns amigos, fiquei de olho no figurino dos meus colegas de platéia. Daí a pergunta:

POR QUE DIABOS O POVO SE ARRUMA TANTO PRA IR VER SHOW?

Era um tal de loira com vestido longo e velhinha de terninho cor de ovo! Fiquei intrigado. Uma senhora teve o disparate de chegar num modelão azul tucano esvoaçante, com direito a sandália de prata.

Eu quase perguntei onde ela ia sambar. Mas meu amigo César me fez refletir: "Imagina a cara do namorado quando ela apareceu assim, com essa roupa", disse ele.

As grandes casas de show substituíram, na minha humilde opinião, as festas de quermesse de igreja. Sabe em subúrbio ou em cidade do interior, em que o maior evento da semana é se arruma e dar voltas na pracinha? Pois é.

Daí haja tafetá, musseline e, sobretudo, que me perdoe Miguel Falabella, muita viscose. A viscose está para shows de MPB como a chita para festa junina.

Se um dia eu for candidato a vereador minha plataforma vai ser das mais fúteis (como se pudesse ser diferente!): vou defender projetos de lei que cobrem ingressos mais caros de gente cafona.


(para responder rápido:
sandália de prata
também mata lobisomem?
)

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home