Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

segunda-feira, 29 de dezembro de 2003

não é pirataria, é identificação
CORAÇÃO É BURRO, MAS É GRANDE

Acabei de ler o texto abaixo no blog do Dan Zero, um cara que, percebi agora no final do ano, parece ser muito legal.

Ele tem uns surtos de melancolia bem parecidos com os meus e acabo de colocá-lo na minha lista de clientes VIPs, aí à direita.

Como me identifiquei muito com o texto, peguei emprestado para usar como mensagem de fim de ano. O grifo em negrito é meu.

["A Única Bagagem que Você Carrega"]

Não é fácil.
Não é solicitado.
Mas é pior quando não é correspondido.
Ou quando chega no tempo errado.
Na hora errada.
Mesmo com a pessoa certa.

Talvez essa pessoa não seja a certa.
Talvez essa pessoa não mereça ser a certa.
Mas por um momento você acreditou que era.
E esse momento pode ter sido 5 anos.
Pode ter sido 5 meses ou 5 semanas.
Pode até mesmo ter sido 5 dias.
Mas o momento valeu e você amou.

E você agora não consegue deixar isso para trás
- porque você simplesmente não deixa de amar.
Ninguém deixa de amar alguém
- porque eu acredito que nosso coração é burro, mas grande.
Você no máximo diminui a intensidade desse amor
- porque você precisa continuar vivendo.

Mesmo se a intensidade da sua vida não seja a mesma de antes
- porque você tem ainda muito tempo pela frente.

É muito tempo para sofrer, verdade.
Mas muito tempo para ser feliz também.

É possível amar mais de uma pessoa ao mesmo tempo.
É.
Para mim, é.
É justo com uma das pessoas que você ama?
Não.
Mas aí é você que ter que ser justo.
Mais importante: ser justo consigo mesmo!

Porque o amor não é justo.
Ele pode fazer você de capacho de pessoas.

Pessoas essas que não são as melhores do mundo.
Ou que não te façam bem.
Mas é injusto e você não escolhe.

Eu quero ser feliz. E essa é minha escolha.
Preciso continuar a caminhar.
Não vou comprar felicidade na padoca da esquina.
Eles não vendem felicidade na padoca da esquina.

Um novo amor há de ser encontrado.
Um dia aí
(porque nosso coração pode ser burro, mas é grande).
E que ele seja correspondido.
Isso é solicitado.
Mas isso não é fácil.
Porque os velhos amores nunca são deixado para trás.
Não completamente.
Só se tornam velhos.

E você tem que saber dar espaço para o novo.
Às vezes ele não será tão intenso.
Tão apaixonante.
Mas talvez seja melhor assim.

==

Dan, desculpe o abuso de reproduzir seu post. Mas é que meu coração também é burro e grande e precisa saber dar espaço para o que é novo. O de muitos leitores do blog também, creio.

Feliz 2004 para todos, então.

Manny

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home