Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

terça-feira, 16 de dezembro de 2003

me dá nos nervos
QUERO SER JOHN MALKOVICH

Já reparou que é impossível começar a conversar sobre séries como "Sex and the City" e "Friends" sem que alguém da roda diga: "Eu sou a Carrie" ou "Eu sou a Samantha" ou "Minha irmã é muito igual à Monica"?

Caralho, que troço chato! Por que diabos as pessoas têm tanta necessidade de ser outras pessoas que não elas mesmas?

Tudo bem, a vida de Carrie e suas amigas é mesmo fantástica: festas incríveis com caras maravilhosos em sapatos e roupas fabulosos. E pouco, bem pouco trabalho. Mas será que só isso explica o fato de que todos querem ser uma delas?

E outra: por que as pessoas acham que a gente vai se importar de saber quem eles seriam na série? Eu, por exemplo, não lembro quem seria ninguém. Só lembro que ninguém quer ser a Charlotte. E até eu, que odiava a moça tenho me identificado com a vontade dela de casar (o que acabou acontecendo na terceira temporada). Por isso estou quase começando a dizer que sou a Charlotte.

Com "Friends" isso já não acontece tanto hoje. Mas houve um tempo em que era febre. E haja nicks como Ross ou Chandler no ICQ. Eu mesmo, confesso, usava Ross. Que atire o primeiro mouse quem nunca declarou ser um personagem de série e/ou novela!

E já que essa mania é chata, mas o blog é meu, vou terminar dizendo:


EU SOU A CARRIE


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home