Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

sexta-feira, 26 de setembro de 2003

clipping
UMA LADY NA MESA, UMA LOUCA NA CAMA

Pensou cafona, pensou Elymar. Nem vou me dar o trabalho de ver quantos discos ele vendeu. Basta lembrar que várias das músicas dele ficaram na cabeça da gente, grudadas.

Hoje achei o belo ping-pong abaixo, no site do cantor (sim, eu entrei lá) e pensei que você, leitor da Central, gostaria de conhecer melhor a intimidade desse astro da breguice. A entrevista, segundo o site, é do jornal carioca "O Dia".



Você não tem um pingo de vergonha!


O Astro na Intimidade

O Dia: Parte do corpo que mais gosta em você
Elymar: Eu gosto dos meus olhos, do meu olhar, falo muito com ele. Acho que o meu olhar me entrega.

O Dia: Parte que você mais gosta no corpo dos outros
Elymar: Mesma coisa, os olhos.

O Dia: Melhor comida pra depois
Elymar: O que vier eu traço, porque dá uma fome daquelas.

O Dia: Uma tara
Elymar: Um bom espelho e uma luz acesa. Eu gosto muito de ver.

O Dia: Ciúme: bom ou mal?
Elymar :Eu acho ótimo. O dia em que alguém que está comigo não sentir ciúme eu vou enlouquecer. Claro que doentio não, tudo excessivo não é legal.

O Dia: Uma grande fantasia erótica
Elymar: Fazer amor num carro alegórico em plena Marquês de Sapucaí, de preferência na minha escola de samba, Imperatriz Leopoldinende.

O Dia: Melhor hora para o amor
Elymar: Eu prefiro à noite, mas, como em meu quarto é sempre noite, qualquer hora é hora.


Não muda que a gente quer você sempre assim, Ely!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home