Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

segunda-feira, 8 de setembro de 2003

é bom para o moral
NADA SE PERDE, NADA SE CRIA, O ÁLCOOL SE TRANSFORMA

Você percebe que anda sem crédito no mercado quando até uma pessoa que nem o conhece duvida que você consiga parar de beber.

Veja o que me aconteceu ontem...

Eu estava em um táxi e liguei para o meu amigo César. Falávamos sobre a bagaceira da noite anterior e travamos o seguinte diálogo:

– Por que a gente é assim, César? Vamos parar de beber?, sugeri.
– Acho que a gente precisa mesmo, respondeu ele.

Daí me dei conta de que o taxista estava rindo da minha cara. Vê se pode! Na hora que desci do carro, ele ainda virou pra mim e disse:

– Vou fazer o seguinte: hoje eu cobro a corrida e, no dia que você parar de beber, pode me procurar que eu devolvo o valor.

Desci do táxi indignado.

Horas mais tarde teve festinha na casa do César. Comecei a noite bebendo água. Daí tomei uma Smirnoff Ice. E outra. E mais duas. Para tirar o doce da boca, tomei suco de laranja com vodca. O César também encheu a cara (porque eu não vou me incriminar sozinho, né?).

Foi um domingo feliz.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home