Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

sexta-feira, 22 de agosto de 2003

teia de aranha
SENTIMENTAL EU SOU

Hoje faz dois meses que não trepo com ninguém.

Um "aniversário" estranho, reconheço. Mas não me incomoda tanto quanto pode parecer para muita gente que me conhece. Não me incomoda tanto quanto incomodaria muita gente que conheço.

Parece careta, mas não consigo trepar só por trepar. Acho que tem de haver algum sentimento ou, na ausência de sentimento, algum sentido.

Claro, se estou em uma festa, fico com um cara e rola um clima de ir adiante, tudo bem. Mas trepar só por trepar eu não consigo mais. Já consegui, sem o menor remorso, durante um bom tempo. Hoje não.

Não dá, por exemplo, para ir a uma sauna. As vezes em que consegui, no ano passado, foram sempre sob o efeito de álcool. E já aconteceu de eu entrar na sauna e sair 15 minutos depois sem encostar em ninguém (e vice-versa) porque o que eu buscava não estava lá.

Isso me classifica, como define uma amiga, na categoria pau sentimental. A coisa só engrena com determinadas pessoas. Como o gênio da lâmpada, que encontra um mestre e obedece aos pedidos dele, saca? Tá faltando o Aladim (assim, aportuguesado mesmo) aparecer.

Talvez seja ilusão esperar que as coisas na minha vida aconteçam como nos filmes da Meg Ryan. Até porque ultimamente, pelo contrário, têm sido mais na linha filme da Glenn Close.

Esses dois meses vão virar três, quatro, cinco... quantos forem necessários. Talvez acabem hoje ou neste fim de semana. Quem sabe? Sem nenhum puritanismo, vai ter de ser com o cara certo. Mesmo que seja certo só por uma noite.


E no sábado eu roubei a banana do Tonyy

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home