Central de Manicures

o retorno de zabelê, zumbi e besouro... a vespa não veio. tá lá, fabricando mel

sexta-feira, 27 de setembro de 2002

Sério, preciso de e-mails e comentários sobre o blog. Sei que desde o primeiro dia prometi colocar um sistema de comments, mas ainda não aprendi como se faz isso. Conheço muito bem a minha pessoa e sei que nem tão cedo vai rolar um cursinho de blog, peço encarecidamente que escrevem um e-mail . O endereço é simples e, se não lembrar, basta copiar e colar.

Conto com vocês

deenim@bol.com.br

quarta-feira, 25 de setembro de 2002

Meu ex me mandou um e-mail com a seguinte conclusão, que achei das mais interessantes, apesar de ainda não saber se gostei. Mas acho que é coisa que ele recebeu de outrem:

Kristian Wilson, da Nintendo Inc, disse em 1989:

"Video-games não influenciam crianças. Quer dizer, se o Pac-man tivesse influenciando a nossa geração, estaríamos todos correndo em salas escuras, mastigando pílulas mágicas e escutando músicas
eletrônicas repetitivas."

Poucos anos depois surgiriam as festas rave, a música techno e o ecstasy...


Daí eu pergunto: E eu, que jogava River Raid, que futuro terei?


Ninguém merece!!!!!!!!

Minha amiga Raxel fez a festa de aniversário em um bar do rio que tem Clube das Mulheres.
Não fui, já que sou separado da Cidade Maravilhosa por 400 km de Via Dutra, mas me diverti só com os relatos.
Ela ganhou um vibrador de presente surpresa (eu ajudei a pagar) e disse que, como os homens andam pisando demais na bola, vai estrear o brinquedinho com a primeira namorada dela.
O que me decepcionou foi que nenhuma delas agarrou os fortões pelados, não arranharam ninguém, nem fizeram arruaça.
Pode?

Não sei se conhecem, mas existe uma coluna que sai aos domingos no jornal carioca "O Globo" chamada Agamenon Mendes Pedreira. É o pseudônimo de dois caras do Casseta e Planeta e é hilário, porque eles sacaneiam a tudo e a todos sem preocupações politicamente corretas.

Olha um trechinho da coluna de domingo passado (que eu só li hoje, quarta!) sobre o filme Cidade de Deus

Eu conheço muito bem o elenco de “Cidade de Deus”, já fui assaltado por vários deles. Outro dia mesmo fui no Largo da Carioca comprar uma parada e acabei sendo atacado por três grupos de teatro favelado: os desempregados do Tá na Rua, o pessoal do Mãos ao Alto! e a galera do Passa a Grana!. Mas na verdade não se tratava de assaltos, os atores excluídos estavam apenas fazendo um laboratório teatral co-co-dirigido pela Kátia Lund, que está amestrando o elenco para o seu próximo co-filme .

A versão completa pode ser encontrada em

terça-feira, 24 de setembro de 2002

Consolo para os rejeitados:
O candidato à presidência Zé Maria, do PSTU, tem 0% das intenções de voto.

Eu, no lugar dele, cortava os pulsos.

Aliás, eu votaria em mim porque aposto que faria uma ótima administração da vida alheia. Até porque certamente seria mais fácil do que cuidar da minha.

Ok, em algum lugar vou ter de confessar isso, por mais hediondo que possa parecer
Estou com vontade de votar na Rosinha.
E não me apedrejem, porque não sei a razão que me faz gostar dela.

sempre que estou com sono escrevo mais besteiras
pensando em você, leitor, vou passar a escrever somente depois de passar a noite em claro
sem álcool, claro. Que fique bem claro!

Angélica, não considere isso uma afronta mas eu ADORO a palavra aliás.

A propósito, tenho lembrado muito da canção abaixo porque ela fala sobre amídalas e acho que estou prestes a perder as minhas, com uma dor de garganta que já dura quase duas semanas. Nada de febre nem sintomas associados, mas a goela vai bem mal das pernas, se é que isso é possível fora das historinhas do Cebolinha em que aparece o louco.

"Quase que eu fui à loucura
com a tal da acupuntura
Tomei muito chá exótico
e acabei no antibiótico
Louco, muito rouco e sem razão"

Aposto que a Fernanda Abreu nem lembra que fez backing vocal dessa música nos idos de 1983. Ou terá sido 82? Era naquele disco da Blitz que tinha um 3 enorme na capa.

Não lembro o nome da canção, mas tinha outras músicas que, apesar dos meus seis anos de idade, eu cantava como se não houvesse amanhã. Ou como se minha família não tivesse ouvidos. E ai de quem tentasse tirar da vitrola!

Tinha uma sobre um moleque chamado Eugênio, que já tinha até nascido de bigode. Outra assim "táxi, eu quero um táxi, só pra dar uns solos pelas bandas da cidade".

Ai, os anos oitenta eram muito demais. Volto já porque preciso ir buscar minha calça de popeline e meu dip n' lik de uva.


Há vagas

Acabo de voltar da lanchonete da empresa, no topo do prédio.

De lá dá para ver aquele mar de prédios de São Paulo, que ironicamente chega a quase ser poético.

E, no meio daquele bauru com suco de laranja bateu uma tristezinha.

Me senti só.

E cheguei à conclusão de que nasci para ser assim, avulso. Sem gente que me encha ou que se encha de mim.

Minha vida tem mais visitantes do que moradores, mas tudo bem.

Os hotéis têm lá sua dose de charme.

Faz tempo que não chove uma chuva boa, com pingos que machucam a pele de tão fortes

Faz tempo que não chove uma chuva boa, com pingos que machucam a pele de tão fortes

Faz tempo que não chove uma chuva boa, com pingos que machucam a pele de tão fortes

Tanta gente a conhecer e tão pouco tempo!

Oi!
Emprego novo, funções novas, pouca chance de escrever aqui. Mas prometo dar as caras, ou melhor, as letras, sempre que possível.
Recomendo a todos que gostam de boas leituras o blog Loop, de uma grande amiga minha. O endereço é www.loop.blogspot.com


terça-feira, 17 de setembro de 2002

Gente, quem inventou o hífen?
Exceto para separar sílabas - e olhe lá - não sentiriamos falta dele se ele tivesse continuado no limbo dos sinais ortográficos.
As palavras seriam todas compostas e as pessoas errariam muito menos português
O pior de tudo é que o coitado passa pelo constrangimento de ser menor do que o travessão e tem de gastar uma fortuna em terpaia por causa de um complexo crônico de inferioridade.

Na semana passada tive um pesadelo muito além do sinistro
Estava dormindo e, de repente, fui acordado com alguém me puxando pelas pernas e me imobilizando (clama, bichas, isso não é o início de uma aventura erótica!).
Daí, eu tentava me levantar ou gritar em vão e sentia que havia gente em volta de mim e que eu estava passando por alguma espécie de cirurgia com um, sei lá, laser ou similar.
Eu até escutava o barulho da máquina sendo carregada e ela atingia a região da coluna vertebral localizada logo abaixo do pescoço.
O curioso é que o tempo parecia que passava muito mais devagar do que o normal, apesar de eu ter certeza que tudo isso aconteceu em menos de dois minutos.
Consegui recobrar os meus movimentos e corri, acendi a luz do quarto.
Acho que nunca vou saber do que se tratava.
Coisas da vida (ou do além vida, sei lá!)

Chega de choro!

Nossa, há quanto tempo, hein gente?
O pior é que, como terminei o último post falando de lágrimas, parece que chorei a semana inteira, o que não é verdade.
Fui para o Rio no fim de semana e me diverti horrores
Dirigi o carro do meu ex e até que fui bem pois só subi na calçada uma vezinha e, mesmo assim, porque a direção do Toyota Corolla é daquelas bem molengas, sei lá, mais que hidráulicas.
Mas a experessão do momento, queridos, é CORNETEIRO, TOCA FODEU!
Mas é para ser usada com sabedoria, por exemplo:

1. Você está com outra pessoas e sua cara metada chega na hora H. Sem saber o que dizer, recorra à expressão.
2. É a última cerveja da noite e você, meio trôpego e sem nenhum real além dos que pagarâo a conta, esbarra no copo e derrama tudo. Chame o corneteiro e peça uma sinfonia
3. Amanhã é dia de pagar o cartão de crédito e não tem nem a grana do pagamento mínimo.
4. Manhã atribulada, você atrasado. Ao virar a esquina de sua rua, dá de cara com um caminhão virado que não vai deixar que você chegue ao trabalho antes das dez da noite. Outro trabalho para o corneteiro.

Bem, antes que meu chefe me pegue usando o computador da firma para escrever bobagem (o que seria mais motivo de corneta), vou ficar por aqui.

Enquanto não coloco sistema de comentários, mandem seus petardos para deenim@bol.com.br

Beijos

Me, Myself and Irene




quarta-feira, 11 de setembro de 2002

Quantas lágrimas eu tenho derramado, só em saber que não posso mais reviver o meu passado
Eu vivia cheio de esperança e de alegria eu cantava eu sorria
Mas hoje em dia eu não tenho mais
A alegria dos tempos atrás

terça-feira, 10 de setembro de 2002

Tudo bem, o que seria dos nomes bonitos se não existissem os feios, não?

Gente, em nome de Deus, o que faz uma mãe batizar seu filho de "Valério"?
Já imaginou se chamar "Valério" e trabalhar, sei lá, com telemarketing? Meu, é terível!

"Bom dia, senhora. Aqui é Valério, dos Cartões Unibanco."

Blargh!

Manhã da Beleza


Depois de gastar centenas de calorias na malhação, passei no salão de beleza para 30 minutos deliciosos de bronzeamento artificial, seguida de depilação nas sobrancelhas.

Nem venham me dizer que bronzeamento dá câncer. Eu não acredito! Aliás, quem se importa em ficar saudável? No mundo, o que importa é estar bonito, não é mesmo?

Brincadeirinhas à parte, a marquinha da sunga está ficando um sucesso e eu vou ARRASAR!

Depois do salão, passei creme anti-estrias, fiz a barba e passei base no rosto. Gel no cabelo, desodorante e perfume. Até agora estou me sentindo uma lojinha de cosméticos ambulante.Mas muito feliz com isso!

Tenho a péssima mania de perder o sono sempre que alguma coisa muito importante acontece ou está para acontecer. E acho que grandes mudanças estão vindo aí, a começar pela perspectiva de trocar meu emprego atual por outro melhor remunerado.
Por conta disso, às seis da manhã eu já estava na academia. Fiz meia hora de esteira e encarei, pela primeira vez na vida, uma aula de spinning. O professor é um gato e, melhor de tudo, tinha me dado umas olhadas na sala de musculação. No meio da sessão, uma cãibra horrível atingiu minha perna e o bonitão veio me ajudar. Daí a dor passou, mas eu continuei a fingir que estava sentindo dor.














segunda-feira, 9 de setembro de 2002

Oi gentem!

Voltei ontem à noite de um dos fins de semana mais engraçados de minha vida.
Fui, na sexta-feira, para um sítio em Jarinu, perto de Atibaia. Na caravana, havia 3 mulheres e 24 bichas, dentre elas essa que vos escreve.
Gente, vocês não têm noção da capacidade criativa desse pessoal. Rolou o concurso Miss Mundo e foi uma superprodução de deixar caído o queixo dos jurados. Eu fui da comissão julgadora e morri de rir.
Miss México foi a primeira colocada, seguida por Miss Congo e pela representante da Grécia.
Destaquei algumas pérolas ditas pelas mocinhas, na entrevista, que valia pontos, claro:

"Yo atué en Maria La Del Barrio e estaré en lá proxima novela de SBT, 'Yo soy passiva, si!'. Mis cabelos son naturalmente loiro 43 (sic). A mi me gustan Los Gogo Boys."
Miss México

"Gosto de fumar, nem tanto pelo vício, mas sim porque na Frrrança é uma coisa muito chique fumar"
Miss França

"Uga uga, uga uga uga uga uga uga"
Miss Congo

quinta-feira, 5 de setembro de 2002

O que você faria se pudesse ser amigo de você mesmo?




O trem passou e você não veio
Meu coração ainda correu, alcançou o último vagão
Mas você não estava lá

Que venha a inspiração!

Minha casa virou um albergue esse fim de semana.
Nada menos que três amigos do Rio (Carlos, Alice e Tatiana) vão passar o fim de semana em Sampa.
O curioso é que eu vou viajar...

Ha ha

Tem gente que chove no nosso telhado, assim, de repente
E eu, que às vezes saio na rua sem guarda-chuvas,
Pego sempre um respingo do teto do vizinho

Hoje falei com uma grande amiga.
Clarissa Spencer, colega de faculdade e de estágio.
Adoro ela...

segunda-feira, 2 de setembro de 2002

Alice, faça as reservas.
Destino: Londres com escala em Nova York
Peça para a Filomena engraxar meus melhores sapatos

Ah! No meio do meu suplício anglo saxão ainda fiquei sabendo que meu ex tá namorando.
Ok, fiquei feliz por ele mas....

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

A RAINHA DA NOITE

Calma, bibas! Eu sei que todas vocês queriam esse título, mas ele é da Camila, minha grande amiga.
Quando a conheci achei que era o tipo que nunca tirou menos que 9 na escola: quietinha, namorado fixo, até um pouco gorduchinha. Mas não existe nada melhor para uma mulher do que se livrar de um homem castrador
Depois de meses sem vê-la ela estava de piercing, magérrima e descolada. Encontrei a mocinha, adivinhem onde? Na famigerada A Lôca!
E eu achando que ela queimava pestana nos livros!
Desde então, a rainha das baladas anda cada vez mais up e, bichas, sigam o modelo dela!

Se um dia eu sumir, foram eles
Chamem o pessoal da CSI para investigar
Haverá pêlos felinos por toda a parte

Tenho a impressão que meus gatos me olham com um certo ar assassino
Acho que planejam um seqüestro relâmpago
Vão me obrigar a sacar dinheiro e gastar tudo com ração

Levanta, Filomena!
A patroa quer pão fresco no café
Bota uma japona que lá fora tá frio
Aqui não tem uniforme
Em casa de classe média criada não tem uniforme
Em casa de classe média criada é malcriada

Começar de novo.... e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido

Nunca, nem que o mundo caia sobre mim
Nem se Deus mandar
Nem mesmo assim as pazes contigo eu farei

E a Deborah Secco ainda tem a pachorra (ou, como diz a empregada de uma amiga, a "cachorra") de reclamar da vida!

Pior capa de revista para se ver quando você está esperando que um inglês telefone:
"Princesa Diana morreu grávida" (Caras)

As coisas não precisam de você
Quem disse que eu tinha que precisar?

Se meu mundo cair, então caia devagar


OK, estou quase terminando o repertório blue de hoje

Os alegres que me perdoem, mas tristeza é inevitável

Solidão é lava
Que cobre tudo
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo
Solidão palavra cavada no coração
Resignado e mudo no compasso da desilusão

Angélica, se você está lendo isso, favor entrar em contato com o setor de marketing deste blog.
Não tenho seu ramal novo e preciso comentar as mudanças de lay out.

Beijos

Nada vai me fazer desistir do amor
Nada vai me fazer desistir de encontrar todo dia esse teu calor...

Uma amiga me disse que toda coisa boa que acontece em nossas vidas carrega, dentro de si, uma semente de insatisfação
Eu relutei, mas alguns fatos me fizeram crer que, sim, isso é verdade.
Vejam, por exemplo, o exemplo (ainda esse assunto) do inglês da semana retrasada: foi sensacional (pra mim, pelo menos) e eu fui extremamente feliz naquele domingo. Daí ele foi embora, nunca mais ligou e eu fiquei, depois de toda aquela alegria, com uma sensação de solidão sem precedentes em minha complicada vida amorosa.
Foi um pouco por isso que não dei as caras durante a semana passada.
De qualquer forma, chega de auto piedade, não?


Como era gostoso o meu inglês!!!!!!!!!

Oi!
Estou de volta, uma semana depois, e não tenho muito tempo de escrever.
Volto daqui a pouco.